Buraco Negro: Viagem no Tempo?

Os Buracos Negros em Profundidade!

O buraco negro é um corpo celeste com campo gravitacional tão intenso que a velocidade de escape ultrapassa a velocidade da luz e que nem mesmo essa lhe escapa. De tamanho microscópio a dimensões astronómicas, o buraco negro tem três características: massa, momento angular (spin) e carga eléctrica.

Numa percepção relativamente ao espaço-tempo, os buracos negros , cuja atração gravitacional é enorme, formam uma dilatação do tempo e a distorção visual, designada por lente gravitacional.

A formação destes corpos deve-se à extinção de uma estrela super massiva quando o seu combustível acaba, formando momentos depois uma explosão designada por hipernova. A energia desta explosão atinge números que o Sol nunca irá atingir em toda a sua existência. O que resta no centro da explosão é um buraco negro. Assim, os buracos negros são de densidade e curvatura do espaço-tempo infinita em que nada nem mesmo a luz lhe pode escapar.

Dentro desses mesmos buracos negros, chegou-se à teoria de que no fim do seu interior, existiria um buraco branco que, pela definição contrária à do buraco negro (uma região no espaço de que nada pode escapar), seria uma versão tempo-invertida, uma região no espaço em que nada pode cair.

Esta entrada foi publicada em A Origem do Universo, Conhecimento Científico, Geometria, Inflação Cosmológica, Modelo Padrão, Teoria, Teoria do Big Bang com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s